UMA REFLEXÃO SOBRE A MÁSCARA NA PREVENÇÃO DO NOVO CORONAVÍRUS (COVID-19)

Uma reflexão sobre a máscara na prevenção do novo coronavírus
Uma reflexão sobre a máscara na prevenção do novo coronavírus

O uso de máscara na prevenção do novo coronavírus se tornou a principal arma na prevenção do Covid-19 e mesmo com tantos cuidados, quantas perdas tivemos.

Por certo, a máscara mudou o jeito de pensar e deixou comportamentos diferentes no mundo quando o Coronavírus afetou o globo.

Quem imaginava que um dia teríamos que aprender usar outros sentidos para saber se as pessoas estão bem ou mal-humoradas após o uso obrigatório da máscara devido à Pandemia da Covid19.

Além da prevenção contra o coronavírus a máscara gerou uma visão maior de igualdade e solidariedade mesmo apesar do medo e as mortes ocorrendo; modificando a fisionomia das pessoas, pois o mais visível são os olhos.

O sentido de igualdade aparece onde todos agora só reparam nas máscaras, mas aparecem também o risco de contrair o vírus que ficou para todos.

O vírus e mais um pedaço de pano mudaram o cenário em vários âmbitos colocando todos na mesma situação.

Os resultados foram devastadores, e infelizmente, ainda temos as consequências.

UMA REFLEXÃO SOBRE A MÁSCARA NA PREVENÇÃO DO NOVO CORONAVÍRUS

A máscara parecia sufocante — colada em seu rosto de uma maneira que parecia difícil respirar.

Mas Isis a usava de qualquer maneira, caminhando de sua casa em São Paulo para o supermercado o mais rápido que podia, entrando e saindo e dando um suspiro de alívio quando conseguia tirá-la.

“Eu me senti um pouco claustrofóbica”, diz a mulher de 60 anos. Em poucas semanas, porém, ela começou a amar sua máscara.

Relatos como esse podem ser encontrados aos milhares.

Claro, não faltaram objeções e críticas também, tanto inicialmente quanto hoje em dia em relação ao uso das máscaras.

De um lado, a novidade de um tecido para cobrir o rosto junto e a necessidade de proteção contra um vírus mortal.

De outro, a falta de costume e a resistência de muitos que se opuseram, até virem os primeiros resultados.

Milhares de pessoas morreram, já no início da pandemia.

O susto e desespero de alguns, mudaram as opiniões.

Claro, não há saúde mental que resista a tanto estresse emocional.

Entretanto, dentre os resistentes a ideia do uso da máscara de proteção contra o novo Coronavírus, mesmo com tantas mortes, eles não mudaram de ideia.

Pessoas que até incentivaram a retirada das máscaras durante aglomerações de pessoas.

Mesmo assim, chegamos ao ponto em que era raro ir ao supermercado ou caminhar pelo parque sem ver pessoas usando máscaras faciais de estilo cirúrgico.

A MÁSCARA NA PREVENÇÃO DO NOVO CORONAVÍRUS É OBRIGATÓRIA?

Bem, o conselho oficial sobre se você deve usar essas máscaras varia de país para país.

O governo britânico, por exemplo, não aconselha o uso de máscaras para o público em geral, mas as autoridades em certas províncias da China torna isso obrigatório.

Existem várias máscaras disponíveis no mercado consumidor, desde máscaras de pano básicas e máscaras cirúrgicas até máscaras de respirador de alto grau.

O que se sabe é que diferentes máscaras são recomendadas, para diferentes níveis de risco de contágio do Covid-19.

Por exemplo, os médicos que atendem pacientes só precisarão usar uma máscara cirúrgica para consultas gerais.

Se estiverem realizando procedimentos geradores de aerossol, como endoscopia (inserir um tubo flexível com uma luz e câmera) ou broncoscopia (um tubo passado pelo garganta para ver os pulmões), intubação (colocar um tubo respiratório), extubar (tirar um tubo respiratório), , então as máscaras do respirador são necessárias.

As principais máscaras do respirador usadas são a FFP3 (peça facial de filtragem) e a N95 (não resistente a óleo, filtra 95 por cento das partículas transportadas pelo ar).

Ambos os tipos de máscaras são universais.

QUAL MÁSCARA DEVEMOS USAR?

Diversas nações, Hong Kong e Cingapura, incluindo a China, seguiram o conselho da OMS e defenderam o uso de máscaras cirúrgicas por aqueles que apresentam os sintomas do Coronavírus (COVID-19).

Outros países, como o Reino Unido e a Alemanha, concluiram que se alguém tiver sintomas, deve se isolar em casa e, portanto, com pouca necessidade de usar uma máscara exceto para proteger quem deve entrar em sua casa, como um cuidador, por exemplo.

A título de curiosidade, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, embora não defenda especificamente o uso de máscaras cirúrgicas, ele recomenda o uso de “coberturas faciais de pano simples”.

Máscaras feitas de materiais domésticos comuns para retardar a propagação do vírus e evitar que pessoas que tenham o vírus e não o conhecem – conhecidos como “shedders assintomáticos” – o transmitam a outras pessoas.

Aliás, muitas pessoas fizeram isso desde o início da pandemia, usavam uma máscara descartável por baixo e uma máscara de pano por cima.

Fato é que, os americanos podem estar adotando hábitos de mascaramento de rotina para outros cidadãos globais que os usam para bloquear a propagação da gripe e outras doenças respiratórias.

CONCLUSÃO

O uso de máscara na prevenção do novo coronavírus se tornou uma necessidade de sobrevivência.

Enquanto uns não a utilizam, por “n” motivos, os mais sensatos continuam a usar como cuidado básico.

Pesquisas recentes mostram que as máscaras oferecem proteção contra uma variedade de patógenos respiratórios, incluindo o SARS-COV-2, o vírus que causa o COVID-19 e o vírus gripal H3N2.

E mesmo com as batalhas e aconselhamentos contrários ao uso de máscaras muitas pessoas continuam a ver valor nas coberturas faciais que protegem as pessoas do (COVID-19).

Não apenas o novo Coronavírus, mas outras cepas do vírus estão se alastrando.

Juntando-se a isso, os vírus gripais e outras doenças respiratórias, temos motivos mais do que justificados para continuar usando a máscara.

Você sabia que na década de 1960, os japoneses usaram máscaras para evitar a propagação do vírus H3N2?

Pois é, nossa amiga é bem velha na história.

Usadas em combinação com outras medidas de mitigação – como lavagem das mãos e distanciamento social – as máscaras podem encontrar seu lugar na cultura humana a longo prazo.

Se ela é boa, e comprovadamente eficaz para nossa proteção, que mal tem em usá-la?

Você é contra ou a favor do uso de máscara na prevenção do novo coronavírus?

Sua opinião é a mesma, em se tratando de outras doenças respiratórias?

Você precisa saber mais sobre o assunto?

Talvez, queira apenas deixar suas observações e sugestões abaixo, use o formulário ao final do artigo.

Se quiser, solicite agora mesmo uma consulta de psiquiatria

Para agendar consultas

Vá para a página inteira para visualizar e enviar o formulário.

Clinica de psicologia e psiquiatria zona norte SP – Serviços especializados em saúde mental com profissionais especializados

#mascara #mascaran95 #mascaradescartavel #mascaradepano #OMS #depressao #ansiedade #panico #covid19 #coronavirus #pandemia #saudemental #psiquiatriadrjefferson #psiquiatrianazonanortesp #psiquiatriaemsantanasp #virus

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie-nos um e-mail para fjefferson@hotmail.com

× Como posso te ajudar?
Sair da versão mobile